É hora de lavar a roupa suja

Embora não estejamos falando de discussões, lavar as roupas pode ser uma verdadeira briga. Confira algumas verdades para ter roupas limpas sem stress.

Já dizia a canção de Luiz Melodia, “lava roupa todo dia, que agonia”… é meus, amigos, não tá fácil pra ninguém. São tempos em que precisamos colocar as mãos na massa com mais frequência em diversas atividades do lar, ao mesmo tempo, (socorro!). 

Além de trabalhar, precisamos, limpar, cozinhar e claro, lavar e passar. E que atire a primeira pedra quem nunca ficou com medo de esquecer aquela meia cor de rosa no meio das roupas brancas, estragar aquela blusinha de estimação ou deixar tudo cheio com malditas bolinhas. 

Lavar roupas, mesmo pra quem já mora sozinho há muito tempo, mas contava com serviços de lavanderia ou domésticos, pode ser um desafio. Mas calma. Respira fundo, coloca um som, e vem com a gente pra deixar tudo bem limpinho.

Selecionamos algumas dicas para ajudar você, não importa se for um novato ou uma lavadeira raíz. 

Pense como o todo | O momento de pensar na bronca da sua mãe é esse: deixar as roupas sujas acumuladas no chão não é legal. A umidade pode desenvolver fungos e bactérias, principalmente nas roupas íntimas. Então já sabe, cesto e máquina. 

Corra, Lola, corra! | Tomando aquele cafezinho e derramou na camisa? Aquela social tá com uma mancha amarelada? As diferentes manchas que acontecem com o uso diário precisam ser limpas com alguma urgência para evitar que elas fiquem impregnadas. Cada tipo de mancha exige uma lavagem diferente: 

  • Se a mancha de café for recente passe gelo no local até que desapareça. Caso contrário use um pano úmido com álcool ou vinagre branco. 
  • Já nas manchas amareladas ou de desodorante use uma esponja úmida com água oxigenada, deixe agir por dois minutos e depois esfregue. 
  • Se você se descuidou durante o trabalho e seu problema for tinta de caneta, passe imediatamente um algodão com álcool ou sabão. Se a mancha não for recente, aplique gotas de limão diretamente sobre o tecido.

Enfim, máquina | Já sabemos que o primeiro passo é a separação das roupas: peças brancas, coloridas e as que mancham. 

Ah, prestar atenção nos diferentes tipos de tecidos. Algumas roupas mais delicadas precisam de ciclos mais leves e outras, como jeans e toalhas, ciclos mais pesados. Confira sempre na etiqueta para evitar problemas.

Não esqueça de ter cuidado com as roupas mais novas, que podem soltar tinta. Ninguém quer transformar o guarda roupa num acervo tie dye, não é mesmo? Inclusive, é legal fazer um teste lavando essas peças separadamente da primeira vez para evitar alguma surpresa desagradável. 

Double check | Outro cuidado que faz a diferença é colocar as roupas corretamente dentro da lavadora. Cordões amarrados, zíperes e botões fechados, mangas e punhos desdobrados e bolsos revistados para qualquer objeto esquecido, achar 10 reais onde você não esperava é bom, mas não se o dinheiro estiver todo molhado e estragado. Isso também evita que as peças rasguem ou fiquem emboladas na lavagem. 

50 tons de preto | Uma dica importante para quem gosta do guarda roupa em diversos tons de preto: para evitar o desbotamento das roupas, inclua uma xícara de sal na lavagem, o que ajuda a fixar o pigmento do corante nas peças. Já para peças delicadas, que podem se desgastar facilmente, uma dica é colocá-las em sacos de lavagem, o que diminui o atrito entre as roupas, evitando o desgaste.

Na palma da mão | Mas não é só de lavagem na máquina que vivem as roupas. Algumas peças são delicadas demais e precisam ser lavadas à mão. Deixe a roupa de molho em um balde com água e sabão e esfregue suavemente antes de enxaguá-la. Bem simples e sem estresse.  

Por fora bela viola | Falando em simplicidade e evitar estresse, lembramos que a própria lavadora também precisa ser limpa. Parte da sujeira das roupas pode se acumular no interior da máquina e, para o melhor funcionamento do equipamento, é importante realizar a limpeza. Uma forma eficiente de fazer isso é encher até a metade da máquina com água quente, adicionar um litro de água sanitária e começar o ciclo de lavagem. Depois do descanso desse conteúdo por uma hora, complete com o ciclo de enxágue e encha novamente com água e adicione um litro de vinagre. Quando terminar descarte a água e pronto, máquina limpa.  

Não dê vacilo | Ficar em casa pode parecer um convite para repetir as roupas com mais frequência ou achar que elas não estão tão sujas, mas é preciso cuidado para garantir a limpeza das roupas e a saúde da sua família. 

Tem algum segredo que você sempre usa e não viu em nosso texto? Compartilhe com a gente nos comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *