Aumento de buscas por seguro residencial cresce com a pandemia

Com a pandemia, uma das mudanças de comportamento do consumidor foi em relação aos seguros residenciais. A procura por seguro residencial subiu 38% durante a quarentena de 2020, segundo levantamento da Minuto Seguros. A realização da pesquisa ocorreu no período de março, abril e maio. A comparação foi feita com o mesmo período no ano de 2019.

Acredite, esse dado não é inválido. Mesmo que o mercado cresça de forma involuntária e não linear, podemos observar dados ainda mais aprofundados. O setor cresceu 15%, aproximadamente, comparado ao ano de 2019. Já na visão anual, vemos um crescimento de 1,3%, de acordo com dados do site Apólice.

É impressionante o constante crescimento do setor de seguros, e a situação fica ainda mais interessante quando olhamos para o motivo que faz as pessoas escolherem as suas seguradoras. Reafirmando, um discurso validado na oferta e procura, juntamente com o preço ao consumidor final.

Busca por seguro pelo cliente

Profissionais da área de seguros, observaram o comportamento dos seus clientes. Com isso, notaram que grande parte vinha adquirindo os seguros residenciais por passarem por situações específicas que necessitavam de acionamentos.

Os acionamentos não são cobrados dentro dos seguros residenciais. Esses fazem parte do plano, sem custo adicional. Então, em alguns casos, pode ser mais barato contratar um seguro e utilizar um acionamento do que contratar alguém na hora dos imprevistos.

É isso mesmo, existem casos onde o gasto com manutenção na hora da emergência pode chegar até R$200. Isso faz com que o seguro seja uma opção com o custo-benefício muito melhor para os clientes, já que as assistências emergenciais estão incluídas no plano mensal.

Preço de seguros

Como foi observado, é mais econômico contratar um seguro residencial, em que você pode fazer acionamentos, mas colocaremos na ponta do lápis. Segundo pesquisa da Proteste, um seguro residencial tem o valor médio anual de R$465,55, ou seja, R$38,80 ao mês. Podendo até encontrar seguros ainda mais baratos.

Com isso, conseguimos entender o porquê do consumidor agir de tal forma e ter o tal pensamento ao contratar um seguro residencial. Segundo dados da FenSeg, o setor de seguros alcançou uma alta de R$2,9 bilhões. Tal fator mostra um avanço e uma procura por parte do público pela proteção residencial.

Anualmente, os estudos registram uma arrecadação de R$273,7 bilhões, contando os crescimentos do mercado. Enquanto isso, o marco regulatório de saneamento prevê um investimento de R$700 bilhões, até 2023, em obras estruturais, podendo gerar até 700 mil novos empregos  no país.

Os dados ficam ainda mais relevantes quando observamos a participação do setor na indústria.

Todos em segurança

Hoje, o setor de seguros representa uma parcela de 6,7% no PIB brasileiro. Essa porcentagem ainda é baixa, levando em consideração o número de pessoas.

Isso abre uma margem de expansão muito grande, considerando os dados de crescimento do setor e as tendências de crescer ainda mais.

Quer saber como aproveitar esses dados na sua empresa e surfar na onda de crescimento do setor? Conheça Flix 2Business. Essa parceria vai garantir uma receita extra recorrente ao seu negócio. Essa é uma forma 100% digital e sem complicação de garantir o crescimento da sua empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *