Ficou só o cheiro: aromaterapia e bem-estar

Trazer aromas diferenciados para dentro da sua casa pode ter muitos benefícios

Cheiro de carro novo, de livro, de casa limpa, de chuva, de um prato delicioso, de cabeça de bebê ou daquela pessoa especial. Não somos nossos pets, mas que o nosso olfato tem uma capacidade enorme de nos trazer diferentes sensações e até ativar a nossa memória isso é certo.

Você sabia que a aromaterapia foi reconhecida em 2018 pelo SUS como uma opção de tratamento terapêutico? Pois é, esse recurso pode ser usado por terapeutas para ajudar na prevenção de doenças como ansiedade, depressão e hipertensão.

Na aromaterapia, os óleos essenciais trazem os chamados aromas da natureza que, quando sentimos o seu cheirinho, chegam até o nosso sistema límbico, responsável pelas nossas emoções, memórias e aprendizado. A ciência explica que os óleos possuem princípios ativos que atuam em nosso corpo dando uma harmonizada que promove equilíbrio físico, mental e emocional.

O que a gente busca trazer aqui é que, principalmente em tempos de home office, podemos trazer um pouco desse conhecimento para as nossas casas, trazendo cheiros – que não sejam de produtos de limpeza – que deixem os nossos espaços mais confortáveis. 

Lembrete importante: isso não substitui a terapia de fato, então não deixe de procurar um psicólogo de verdade se for o caso. Muitos estão atendendo a distância nesse momento e, embora isso dificulte a aromaterapia, por exemplo, ainda existem diferentes formas de cuidar da sua saúde mental com um profissional. 

Aviso dado, vamos voltar para casa. Já destacamos aqui em nosso blog que é importante ter os espaços em casa bem divididos, mesmo em quarentena, um lugar para trabalho, outro para descansar, etc. O uso de incensos ou aromas pode ajudar você a se conectar com cada ambiente, além de trazer relaxamento e bem estar seja para o dia a dia ou para relaxar, principalmente se houve uma grande quebra em sua rotina.

Mas como usar um pouco disso em nosso dia a dia? Bom, existem algumas maneiras diferentes para isso: você pode aromatizar ambientes específicos como já falamos, utilizar um aromatizador pessoal em forma de colar, utilizar produtos para aquele skincare que tenham óleos essenciais diluídos ou, se possível, tomar banhos de banheira.

Ah, e assim como cada cheirinho do dia a dia pode trazer memórias ou sensações diferentes, o mesmo serve para os óleos essenciais. A lavanda, por exemplo, ajuda no relaxamento enquanto que aromas cítricos, ajudam a gente a trabalhar com mais foco. Muitas marcas hoje vendem misturas de óleos que possuem características similares, então vale dar uma procurada.

E outra dica importante: óleos essenciais são extraídos da natureza, e isso faz toda a diferença em relação às essências artificiais. Então se tiver dúvida se um produto é natural ou “fake”, confira na embalagem se o produto tem o nome científico do óleo. 

Gostou do texto? Deixe seu comentário abaixo com a sua experiência ou dicas para o uso dos óleos essenciais. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *